Bem Vindo!

DEFICIÊNCIA MENTAL, SUPORTE COMUNITÁRIO E TRANSIÇÃO PARA O TRABALHO

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$28,00
OU

Descrição Rápida

Eliane Aparecida Campanha Araújo


Este livro discute questões e relata estratégias de ação com vistas à transição da pessoa com deficiência mental da escola para o mercado de trabalho. É contribuição para o preparo de pessoas que se dedicam à formação do deficiente mental para o trabalho e para a instauração de prática de integração comunitária que traga consigo uma nova concepção sobre o potencial de aprendizagem da pessoa com deficiência mental no que tange à sua capacidade de exercer uma função laborativa e que se oportunize, no ambiente natural de trabalho, a abertura de uma via legítima (e definitiva) de inclusão social e de promoção de sua plena cidadania.


Esta edição recebeu apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, por meio do Programa de Absorção Temporária de Doutores - PRODOC.


 







Apresentação: 


A intenção de publicar o livro "Deficiência Mental, Suporte Comunitário e Transição para o Trabalho" originou-se como um dos produtos de minha pesquisa de pós-doutoramento conduzida junto ao Programa de Pós-graduação em Educação Especial (PPGEEs), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), no período de maio de 2003 a abril de 2007. Neste período, fui contemplada com a bolsa do Programa de Absorção Temporária de Doutores (PRODOC), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Anteriormente ao pós-doutorado, atuei como presidente de uma instituição especial filantrópica destinada à capacitação, orientação e desenvolvimento da pessoa com deficiência mental, no período de 2002 a 2003. Tal instituição atendia adolescentes e adultos que apresentavam, em sua grande maioria, deficiência mental severa ou que necessitavam de amplos e diferentes níveis de apoio.
Logo no início da minha atuação na presidência, após ter sido pesquisadora durante o curso de doutorado e ter tido a oportunidade de coletar dados junto a um grupo de mães de adultos com deficiência mental da referida instituição, visando promover a integração social desses adultos no próprio lar e, posteriormente, na comunidade em que vivem, deparei-me com as seguintes questões: como contribuir para que estes alunos pudessem efetivamente ser incluídos na comunidade, considerando-se a sua condição de adultos? Como torná-los mais independentes e produtivos, de modo que pudessem colaborar com o orçamento familiar, uma vez que a maioria dos alunos era de classe sócio-econômica desfavorecida? Que condições facilitadoras para a inclusão social destes adultos poderiam ser viabilizadas, no mercado de trabalho local, pela referida instituição?
Inicialmente, tais adultos atuavam em oficinas pedagógicas e abrigadas, produzindo escovões e vassouras e, num momento posterior, suas atividades foram direcionadas à reciclagem de papel, confeccionando-se capas de mini blocos de anotações, artesanato e bolsas porta-níqueis. Estes produtos eram postos à venda, na comunidade local, uma parte do montante arrecadado era destinada aos próprios adultos e outra parte, destinada à compra de material para a confecção de novos produtos.
Considerando-se a proposta de formação para o trabalho da pessoa com deficiência mental em ambientes naturais, por meio da integração de diversas agências já existentes na comunidade local, buscou-se desenvolver e avaliar um procedimento de formação de um grupo de planejamento de suporte comunitário para o trabalho do adulto com deficiência mental, com base na literatura especializada da área.
Parte-se do pressuposto de que a formação para o trabalho é um processo que deve ocorrer ao longo da vida, envolvendo o preparo, encaminhamento, colocação e apoio à pessoa com deficiência mental no ambiente real de trabalho. Tal processo depende da organização de um sistema comunitário de suporte e da construção de uma rede de relações e de apoio que integrem os responsáveis pelo preparo, pela contratação e pelo acompanhamento sistemático dessa pessoa para que possa inserir-se, manter-se e progredir no ambiente natural de trabalho, por meio do emprego apoiado.
O presente livro é composto por três capítulos. O capítulo I "A deficiência mental e o trabalho na sociedade atual" tem por objetivo apresentar os principais conceitos envolvidos na referida temática e as propostas de trabalho exercidas tanto em instituições especializadas quanto na comunidade em geral.
O capítulo II "A inserção da pessoa com deficiência mental no mercado de trabalho atual: as diferentes estratégias de ação" tem por objetivo apresentar exemplos de programas de suporte na comunidade, tanto na realidade nacional quanto internacional, bem como as variáveis envolvidas no seu planejamento. Adicionalmente, apresenta-se uma revisão da literatura da área, contemplando estudos nacionais e internacionais, buscando-se conhecer as principais variáveis que têm sido investigadas e medidas quanto à temática abordada. Constata-se, ainda, a lacuna nos estudos nacionais no que se refere à promoção do processo de transição da pessoa com deficiência mental da escola para o ambiente natural de trabalho.
O capítulo III "O suporte comunitário como estratégia para a inserção da pessoa com deficiência mental no mercado de trabalho: uma proposta de ação" apresenta os aspectos que caracterizam o processo de transição para o trabalho e busca oferecer subsídios para a sua condução, tendo em vista a necessidade da elaboração de um plano individualizado que permita o registro do acompanhamento sistemático da transição da pessoa com deficiência mental da escola (especial e/ou regular) para a realidade específica do trabalho.
Espera-se que o presente livro contribua para o preparo de profissionais que se dedicam à formação da pessoa com deficiência mental para o trabalho e para a instauração de uma prática de integração comunitária que traga consigo uma nova concepção sobre o potencial de aprendizagem da pessoa com deficiência mental no que tange à sua capacidade de exercer uma função laborativa e que se oportunize, no ambiente natural de trabalho, a abertura de uma via legítima (e definitiva) de inclusão social e de promoção de sua plena cidadania.
São várias as pessoas que contribuíram para a consecução desse trabalho, desde o planejamento e implementação da pesquisa até sua publicação sob a forma desse livro. Em especial, gostaria de agradecer:
À Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES - pelo suporte imprescindível à realização do PRODOC e por contribuir com a capacitação e inserção de doutores/pesquisadores que possam colaborar na promoção do ensino, da pesquisa e das atividades de extensão no âmbito da pós-graduação brasileira.
Às Professoras Doutoras Maria Amélia Almeida e Maria Cristina P. I. Hayashi, coordenadora e vice-coordenadora, respectivamente, do Programa de Pós-graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos pelo total apoio, receptividade e acolhida ao projeto PRODOC/CAPES no âmbito do referido Programa.
Ao Prof. Dr. Celso Goyos e aos membros do LAHMIEI pela acolhida e pelo espírito empreendedor ao acreditarem que, somente pela via do trabalho, poderá ocorrer a legítima inclusão social do adulto com deficiência mental.
Aos queridos Alexandre (esposo); Aparecido e Beatriz (pais); Carla (irmã); Mário e Terezinha (sogros), pelo carinho e apoio constantes - exemplos de uma efetiva rede de suporte social.
Às pessoas com deficiência mental, na esperança de que um programa comunitário de suporte para o trabalho torne-se uma realidade viável na promoção de uma melhor qualidade de vida dessas pessoas.
À Profa. Dra. Lúcia Cavalcanti de Albuquerque Williams e aos membros do LAPREV pela oportunidade de um novo trabalho em prol da pessoa com deficiência mental.
À Editora Junqueira&Marin pela publicação deste livro e por acreditar na contribuição do mesmo para a promoção da cidadania da pessoa com deficiência, por meio do exercício do trabalho.
A todas as pessoas que acreditam no potencial da aprendizagem, bem como reconhecem a eficiência muito mais do que a deficiência da pessoa com deficiência mental.

A autora




 



capa

Mais Visualizações

Detalhes

SUMÁRIO

  • Apresentação 
  • I - A deficiência mental e o trabalho na sociedade atual 
  • O trabalho na instituição 
  • O trabalho na comunidade 
  • II - A inserção da pessoa com deficiência mental no mercado de trabalho atual: as diferentes estratégias de ação 
  • Pesquisas sobre a formação para o trabalho e os programas de suporte na comunidade 
  • O planejamento de programas na comunidade como estratégia de ação 
  • III - O suporte comunitário como estratégia para a inserção da pessoa com deficiência mental no mercado de trabalho: uma proposta de ação 
  • Planejamento, implementação e avaliação de programas de transição para o trabalho 
  • O trabalho das equipes de transição ou de prestação de serviços 
  • Desenvolvendo um Plano Individualizado de Transição (PIT) 
  • Bibliogfafía

Informações Adicionais

Autor (es) / Organizador (es) Eliane Aparecida Campanha Araújo
Editora (s) Junqueira&Marin Editores
ISBN 978-85-86305-60-3
Área (s) / Assunto (s) Educação Especial; Inclusão no Trabalho; Formação de Professores; Formação de Deficientes para o Trabalho; Cidadania / Direitos Humanos; Estratégias de Transição para o Trabalho.
Edição / Ano 1ª / 2008
Nº de Páginas 108
Acabamento / Formato brochura - costurado e colado / 14cm x 21cm

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.