Bem Vindo!

RELAÇÕES DE ENSINO NA PERSPECTIVA INCLUSIVA: alunos e professores no contexto escolar

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$39,00
OU

Descrição Rápida

Maria Inês Bacellar MonteiroAna Paula de Freitas & Evani Andreatta Amaral Camargo - orgs.




Este livro apresenta resultados de pesquisas desenvolvidas no periodo de 2009 a 2013, por alunos vinculados a programas de iniciação ciantífica, mestrado e doutorado e seus orientadores que participavam de projetos ligados à temática da Educação Especial.


A referência teórica principal dos estudos aqui trazidos é a abordagem histórico-cultural, em especial na linha do pensamento de L. Vygotski. A divulgação das ideias desse autorno contexto da educação escolar tem contribuído para um maior conhecimento de aspectos específicos da aprendizagem e desenvolvimento de alunos com deficiências. Esse autor realizou análises orientadas para este campo e formulou proposições importantes para a compreensão dos processos humanos, valendo-se da discussão sobre as implicações dos aspectos sócio-culturais na constituição do sujeito deficiente e estabelecendo um enfoque crítico e qualitativo para o estudo da organização peculiar das funções psíquicas e comportamentosdestes sujeitos. Nesta perspectiva, os textos apresentados abordam questões que se colocam como desafiadoras ára a prática escolar.


 


Esta edição recebeu apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES por meio do Programa de Apoio à Educação Especial - PROESP.


 




 


 


Apresentação




Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do Universo…


Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer


Porque eu sou do tamanho do que vejo


E não do tamanho da minha altura…


                                                                          Fernando Pessoa




Nossas trajetórias como pesquisadoras têm sido marcadas pelaspesquisas no campo da educação especial, iniciadas pela história deuma prática com sujeitos com deficiência. Mais recentemente, já comoprofessoras do ensino superior, temos envolvido alunos de graduaçãoe pós-graduação em projetos voltados para essa temática.


Ao refletirmos sobre a epígrafe colocada acima, podemos inferir quea política de inclusão em nossas escolas só pode ser ressignificada e,assim, implementada de fato, se discussões a respeito do tema foremfeitas com os educadores envolvidos: professores da rede regular,gestores e profissionais da educação especial, para que todos possam“olhar” para os sujeitos com deficiência como o poeta olha para o“universo”.


No ano de 2009 fomos contempladas com auxílio financeirodo Programa de Apoio à Pesquisa em Educação Especial (Proesp/Capes). A proposta original tinha como objetivo analisar as condiçõesde formação de alunos com necessidades especiais no âmbito daspropostas inclusivas da educação infantil e do ensino fundamental.


Após mais de 15 anos da política de educação especial naperspectiva da educação inclusiva, é fato que a escola ainda enfrentagrandes dificuldades para garantir o ensino aos alunos com deficiênciae transtornos globais de desenvolvimento. Neste sentido, estudar as relações de ensino vivenciadas por professores e seus alunos na escolaregular não é algo novo, mas ainda relevante para contribuir com umolhar para as possibilidades de acesso ao conhecimento escolar.


Deste modo, esta coletânea apresenta os resultados das pesquisasdesenvolvidas no período de 2009 a 2013 pelos alunos vinculadosaos programas de iniciação científica, mestrado e doutorado e seusorientadores que participavam do grupo de pesquisa.


A referência teórica principal dos estudos aqui apresentados é aabordagem histórico-cultural, em especial na linha do pensamentode L. Vigotski.1 A divulgação das ideias desse autor no contexto daeducação escolar tem contribuído para um maior conhecimento deaspectos específicos da aprendizagem e desenvolvimento de alunoscom necessidades especiais. Esse autor realizou análises orientadaspara o campo da deficiência e formulou proposições importantespara a compreensão dos processos humanos valendo-se da discussãosobre as implicações dos aspectos socioculturais na constituição dosujeito deficiente e estabelecendo um enfoque crítico e qualitativopara o estudo da organização peculiar das funções psíquicas ecomportamentos de sujeitos com diferentes tipos de deficiência,tendo em vista que, nesta perspectiva, não só as condições biológicasdeterminam a subjetividade e as possibilidades de um indivíduo, mastambém as inter-relações com o grupo sócio-histórico que o constitui,daí a importância do papel da escola, bem como o do professor/educador.


Nesta perspectiva, os textos apresentados abordam questões quese colocam como desafiadoras para a prática escolar, tais como, oproblema do diagnóstico médico, a avaliação de aprendizagem doaluno com deficiência, a constituição do sujeito nas relações de ensino,práticas pedagógicas voltadas para o desenvolvimento de processossimbólicos de imaginação, a interação social de alunos autistas e aspeculiaridades nos processos educativos de alunos surdos, cegos ecom deficiência intelectual.[


Esperamos que os temas aqui abordados favoreçam umatransformação nos modos de olhar para o alunado da educaçãoespecial na escola regular e para as práticas pedagógicas vividas nocotidiano escolar.


Agradecemos ao Proesp/Capes pelo apoio concedido e, em especial,às professoras Maria Cecília Rafael de Góes e Maria Cecília CararetoFerreira por suas contribuições na formação e consolidação destegrupo de pesquisa e pela partilha de conhecimentos ao longo datrajetória para a elaboração dos trabalhos que resultaram neste livro.


As organizadoras

capa1

Mais Visualizações

Detalhes

SUMÁRIO
  • Apresentação
  • Prefácio Maria Cecília Carareto Ferreira
  • Concepção e prática dos professores sobre deficiência: o papel do diagnóstico Maria Inês Bacellar Monteiro; Ana Paula de Freitas; Evani Andreatta Amaral Camargo
  • Avaliação processual do ensino-aprendizagem de um aluno com deficiência intelectual na rede regular de ensino Natália Vello Zieglitz Bottura; Ana Paula de Freitas
  • A formação da criança com deficiência intelectual nas condições da educação inclusiva: algumas considerações Débora Dainêz
  • A autonomia do sujeito com deficiência intelectual: possibilidades e impossibilidades vivenciadas no cotidiano da escola Soraia da Silva Pedroso Vieira;; Maria Inês Bacellar Monteiro
  • Perspectivas de inclusão escolar: deficiência intelectual, conhecimento e trabalho pedagógico Fabiana Chinalia
  • Crianças com necessidades especiais na educação infantil: um estudo sobre o brincar Beatriz Aparecida dos Reis Turetta
  • Possibilidades de escolarização de crianças autistas Alessandra Dilair Formagio Martins
  • Educação de surdos: problematizando a questão bilíngue no contexto da escola inclusiva Claudia Regina Vieira
  • Práticas de ensino da língua portuguesa para alunos surdos Maly Magalhães Freitas
  • A escola e o aluno com baixa visão: professores no cotidiano escolar Luísa Miranda Jorge
  • O Braille e o material digitalizado no processo de ensino-aprendizagem da leitura e da escrita de alunos cegos Rosana Davanzo Batista; Maria Inês Bacellar Monteiro
  • Sobre as autoras

 


Informações Adicionais

Autor (es) / Organizador (es) Maria Inês Bacellar Monteiro; Ana Paula de Freitas & Evani Andreatta Amaral Camargo - orgs.
Editora (s) Junqueira&Marin Editores
ISBN 978-85-8203-044-8
Área (s) / Assunto (s) Educação Especial Inclusiva; Pesquisa sobre Educação Especial; Formação de Educadores; Práticas Pedagógicas; Cotidiano Escolar
Edição / Ano 1ª / 2014
Nº de Páginas 272
Acabamento / Formato brochura - costurado e colado / 14cm x 21cm

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.