Bem Vindo!

TEMAS EM EDUCAÇÃO ESPECIAL: conhecimentos para fundamentar a prática

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Esgotado

R$50,00

Descrição Rápida

Esta edição impressa encontra-se esgotada. Adquira já em e-Book: LIVRARIA CULTURA ou KOBO BOOKS




Enicéia Gonçalves Mendes, Maria Amelia Almeida & Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi - orgs.


Este livro aborda temas considerados socialmente relevantes na área de Educação Especial e enfoca fundamentalmente conhecimentos que vêm sendo produzidos para embasar a prática de quem atua na área. Sua organização abrange temáticas que foram selecionadas para atender demandas, sendo algumas já antigas, como a complexidade da educação de subpopulações específicas da Educação Especial, como é, por exemplo, o caso dos portadores de surdocegueira ou de transtornos globais do desenvolvimento e de deficiência mental; e outras mais emergentes, tais como a política de escolarização inclusiva, suas implicações para a formação dos professores, o desafio que isso significa para as famílias e a importância das novas tecnologias e da promoção de habilidades sociais para favorecer este processo. Para completar o conteúdo é também abordada a interface entre Educação Física e Educação Especial com o intuito de ampliar o escopo curricular dos profissionais que atuam nas duas áreas.
A organização do livro pode ser verificada no Sumário que segue logo abaixo.



Esta edição contou com o apoio da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, por meio do PROESP - Programa de Apoio à Educação Especial.


 




 


Apresentação: 

A presente obra apresenta os trabalhos de alguns dos pesquisadores que estiveram presentes no II Congresso Brasileiro de Educação Especial/II Encontro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos (PPGEEs) e pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial (ABPEE), no campus da UFSCar, em novembro de 2005.
O objetivo geral do evento foi o de promover um fórum próprio para a área de intercâmbio entre profissionais que atuam em Educação Especial (pesquisadores, políticos e prestadores de serviços) para debater questões que viabilizem formas de pensar e agir com maior eficiência nesta área.
Durante a cerimônia de abertura, foi feita uma merecida homenagem à profa. Dra. Gilberta Sampaio de Martino Jannuzzi, como Sócia Emérita da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial pelo reconhecimento da grande contribuição que sua obra para a área de Educação Especial trouxe para o Brasil.
A programação envolveu uma conferência de abertura, dez mesas-redondas, seis simpósios, 44 Sessões de comunicação oral (com um total de 179 trabalhos apresentados), apresentação de 251 pôsteres científicos e 52 pôsteres institucionais, exibição de três vídeos-documentários. Além disso, foram ministrados 37 mini-cursos e foram lançados 12 livros de pesquisadores de diversas partes do país, além de dois periódicos científicos. Todas essas atividades permitiram cobrir temas de alta relevância científica e interesse dentro da multiplicidade de temas cobertos pela Educação Especial.
Fizeram parte do quadro de convidados renomados pesquisadores de diversas instituições públicas e privadas não só do Estado de São Paulo, a saber: UFSCar (11 pesquisadores), USP (São Paulo – 3 pesquisadores), USP (Ribeirão Preto – 2); USP (Bauru – 8); UNICAMP (1); UNESP (Marília - 3); UNESP (Araraquara – 1); UNESP (Bauru – 2); UNESP (Rio Claro -1) UNIMEP (2), PUC-SP (2); PUC-Camp (1); Universidade Mackenzie (São Paulo – 3), Universidade São Camilo (São Paulo - 2). Foram ainda convidados pesquisadores de outros estados, especificamente da Universidade Federal da Bahia (Salvador - 1), Universidade Estadual da Bahia (Salvador – 1), Universidade Federal de Santa Maria (Santa Maria – 2), Universidade Federal do Espírito Santo (Vitória – 1), Universidade Estadual de Maringá (Maringá – 2), Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro – 1), Faculdade Evangélica do Paraná (Curitiba – 1), UNIDIF (Brasília - 1)
Também tivemos representantes de agências governamentais, especificamente do MEC e das ONGs, AHIMSA – Grupo Brasil de Apoio ao Surdocego (São Paulo) e do Centro Israelita de Assistência Multidisciplinar (São Paulo) bem como dois pesquisadores provenientes do exterior (Universidade de Iowa, Iowa, EUA e Eunice Kennedy Shriver Center for Mental Retardation – University of Massachusetts Medical School, USA).
Inscreveram-se no Congresso 739 participantes, sendo 52% destes, profissionais ligados às universidades, professores da rede, professores de escolas especiais, e profissionais liberais. Os demais eram estudantes de graduação e de pós-graduação. Além dos inscritos participaram ainda 43 integrantes da comissão organizadora e 59 convidados totalizando um público de 841 participantes no congresso.
Os participantes eram provenientes, em sua maioria do Estado de São Paulo (54%), mas houve representantes dos vários estados brasileiros: Amazonas, Rondônia, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. Havia também um representante da Argentina.
Enfim pode-se concluir que os objetivos do evento foram plenamente atingidos, uma vez que os resultados obtidos superaram as expectativas iniciais. De fato, o congresso se constituiu num importante fórum de intercâmbio entre profissionais que atuam em Educação Especial (pesquisadores, políticos e prestadores de serviços), que puderam debater questões que viabilizem formas de pensar e agir com maior eficiência nesta área.
Mais do que isso, o sucesso do evento, que teve ainda mais impacto do que sua primeira versão, demonstrou mais uma vez que a área de Educação Especial esta carecendo de um espaço próprio para divulgar e debater suas produções científicas, que vem crescendo vertiginosamente nos últimos anos. Tendo atestado a importância de eventos científicos específicos, para além da inserção nos eventos mais gerais que compreendem a área da Educação como um todo, o congresso sedimentou a base para a continuidade desse tipo de iniciativa.
A comissão atribui o sucesso do evento ao apoio financeiro que complementou o orçamento tornando o evento viável, e por isso agradece às agências patrocinadoras: CNPq, FAPESP e CAPES.
Assim, a presente obra reúne textos dos pesquisadores convidados para este evento e foi organizado com o objetivo de ampliar o acesso ao conhecimento divulgado, para aqueles interessados que não puderam estar conosco por ocasião do evento. Esperamos que ele contribua para o melhor equacionamento da educação de crianças e jovens com necessidades educacionais especiais na realidade brasileira.

Enicéia Gonçalves Mendes
Maria Amelia Almeida
Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi 




 



capa

Mais Visualizações

Detalhes

SUMÁRIO

  • APRESENTAÇÃO 
  • INTRODUÇÃO 
  • PARTE A
  • OS DESAFIOS PARA A POLÍTICA E A PESQUISA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL NO BRASIL
  • Capítulo 1
  • Desafios para a Política e a Pesquisa em Educação Especial no Brasil Marcos J. Silveira Mazzotta
  • Capítulo 2
  • A Produção Acadêmica sobre Inclusão Escolar e Educação Inclusiva José Geraldo da Silveira Bueno
  • Capítulo 3
  • Os Desafios para a Política e a Pesquisa em Educação Especial no Brasil Denise de Oliveira Alves
  • Capítulo 4
  • Considerações acerca da Produção de Artigos Científicos em Educação Especial: uma Análise da Revista Educação Especial CE/UFSM Soraia Napoleão Freitas
  • PARTE B
  • OS DESAFIOS DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A INCLUSÃO ESCOLAR
  • Capítulo 5
  • Formação de Professores para a Inclusão Escolar: instituindo um lugar de conhecimento Denise Meyrelles de Jesus
  • Capítulo 6
  • Formação do Professor: contornos da concepção de Deficiência para compreender o processo de Inclusão Marinês Saraiva
  • Capítulo 7
  • Caminhos da Pesquisa sobre Formação de Professores para a Inclusão Escolar Enicéia Gonçalves Mendes
  • PARTE C
  • APLICAÇÃO DAS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS, DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL
  • Capítulo 8
  • Fontes de Informação sobre Tecnologia Assistiva para Indivíduos com Necessidades Educacionais Especiais Giseli Barbieri do Amaral Lauand, Enicéia Gonçalves Mendes
  • Capítulo 9
  • Aplicação das Tecnologias Assistivas, de Informação e Comunicação em Educação Especial Theresinha Guimarães Miranda
  • Capítulo 10
  • Construção de Sentenças com uso de Sistema Pictográfico de Comunicação Alternativa: contribuição para estudos sobre Memória e Desenvolvimento da Sintaxe  Leila Regina D’Oliveira de Paula Nunes
  • PARTE D
  • ORIENTAÇÃO FAMILIAR E NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS: ESTRATÉGIAS PARA A PREVENÇÃO E INTERVENÇÃO
  • Capítulo 11
  • Relação família-escola e o processo de Inclusão Escolar – Subsídios para Orientação Familiar Silvia Regina Ricco Lucato Sigolo, Adriana Maria Leone Alves Oliveira
  • Capítulo 12
  • Orientação Familiar: estratégias de intervenção para Pais de Crianças com Síndrome de Down Neucideia Aparecida Silva Colnago
  • Capítulo 13
  • Estratégias para a Intervenção em Famílias com Crianças Deficientes Auditivas – Programa de Orientação não Presencial Telma Flores Genaro Motti, Maria Benedita Lima Pardo
  • Capítulo 14
  • Orientação Familiar e Prevenção de Necessidades Educacionais Especiais Maria Benedita Lima Pardo, Margarida Maria Silveira Britto de Carvalho
  • Capítulo 15
  • Prevenção Terciária de Problemas de Comportamento Infantil: Intervenção com Pais que Maltratam  Giuliana Elisa dos Santos, Lúcia Cavalcanti de Albuquerque Williams
  • PARTE E
  • PROGRAMAS DE HABILIDADES SOCIAIS JUNTO A PESSOAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS
  • Capítulo 16
  • Habilidades Sociais e Comunicativas: Avaliação e Intervenção junto a Adultos com Deficiência Mental Adriana A. R. de Aguiar, Zilda Aparecida Pereira Del Prette
  • Capítulo 17
  • Pais e Professores: contribuindo para o processo de Inclusão Almir Del Prette, Zilda A. P. Del Prette
  • PARTE F
  • EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA
  • Capítulo 18
  • Uma Proposta para a Organização Curricular da Educação Física Adaptada nos Cursos de Educação Física Eliane Mauerberg-de Castro
  • Capítulo 19
  • Atividades Aquáticas para Crianças com Necessidades Especiais: Possibilidades para a Inclusão Social Joslei Viana de Souza, Maria da Piedade Resende da Costa, Edison Duarte
  • PARTE G
  • SURDOCEGUEIRA: ÚLTIMOS AVANÇOS NO ATENDIMENTO EDUCACIONAL
  • Capítulo 20
  • Formação de Educadores Elcie F. Salzano Masini
  • Capítulo 21
  • Surdocegueira Últimos Avanços no Atendimento Educacional Fatima Ali Abdalah Abdel Cader-Nascimento, Maria da Piedade Resende da Costa
  • Capítulo 22
  • Desenvolvimento de Programas para Atenção à Pessoa com Surdocegueira - O Despertar para uma "Singularidade"Shirley Rodrigues Maia
  • Capítulo 23
  • Convivendo com a Surdocegueira Claudia Sofia Indalecio Pereira
  • Capítulo 24
  • Considerações Educacionais sobre o Indivíduo com Surdocegueira Rita de Cássia Silveira Cambruzzi, Maria da Piedade Resende da Costa, Susana Maria Araóz
  • Capítulo 25
  • Surdocegueira: Atitudes Comunicativas Alternativas Rita de Cássia Silveira Cambruzzi, Maria da Piedade Resende da Costa
  • Capítulo 26
  • Importância da Orientação e Mobilidade para Surdocegos e Deficientes Múltiplos Sensoriais Lilia Giacomini
  • PARTE H 
  • AVANÇOS NA PESQUISA SOBRE IMPLANTE COCLEAR 
  • Capítulo 27
  • Aspectos da Intervenção Fonoaudiológica em Crianças usuárias de Implante Coclear Multicanal Carla Marcondes Cesar Affonso Padovani
  • Capítulo 28
  • Crianças Surdas Implantadas entre 6 e 7 anos de Idade: avaliando a Expressão Verbal Carla Aparecida de Urzedo Fortunato-Queiroz, Maria da Piedade Resende da Costa, Maria Cecília Bevilacqua
  • Capítulo 29
  • Aprendendo a Ouvir: aspectos da Avaliação e Ensino em Surdos Pré-Linguais usuários de Implante Coclear Ana Cláudia Moreira Almeida Verdu, Deisy das Graças de Souza, Maria Cecília Bevilacqua
  • PARTE I
  • AVANÇOS NA PESQUISA SOBRE DISTÚRBIOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO
  • Capítulo 30
  • Algumas considerações sobre a Identificação Precoce do Autismo Carolina Lampréia
  • Capítulo 31
  • Avaliação de Estratégias para desenvolver Habilidades Comunicativas Verbais em Indivíduos com Autismo de Alto Funcionamento e Síndrome De Asperger Simone Aparecida Lopes-Herrera, Maria Amelia Almeida
  • PARTE J 
  • AVALIAÇÃO EDUCACIONAL E DEFICIÊNCIA INTELECTUAL
  • Capítulo 32
  • Avaliação Educacional de Problemas de Aprendizagem decorrentes de Fatores Orgânicos Olinda Teruko Kajihara
  • Capítulo 33
  • Perspectivas sobre a Avaliação da Deficiência Mental Severa Alexandra Ayach Anache

 

Informações Adicionais

Autor (es) / Organizador (es) Enicéia G. Mendes, Maria Amelia Almeida & Maria Cristina Hayashi - orgs.
Editora (s) Junqueira&Marin Editores
ISBN 978-85-86305-67-2
Área (s) / Assunto (s) Educação especial, Pesquisas sobre educação especial, uso de tecnologias, Formação de educadores, Política educacional, Exclusão/Inclusão.
Edição / Ano 1ª / 2008
Nº de Páginas 472
Acabamento / Formato brochura - costurado e colado / 18cm x 26cm

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.